PRIMEIROS PASSOS PARA SE TORNAR UM TUNER

Feb 22 / Engenheiro Cristian Silva

Como dar o primeiro passo para se tornar um “tuner” de arrancada

Obter potência em um motor sem gerar quebras, atualmente é o primeiro desafio para um carro de competição, mas isso é uma parcela importante, porém pequena do resultado de um carro de competição principalmente de arrancada. 



A arrancada é um exemplo dentro do seguimento motorsport que tem demonstrado uma evolução em diversos aspectos, e a durabilidade e repetibilidade tem sido um deles, esses foram fatores indispensáveis para o crescimento da categoria e também para a melhora dos resultados a cada evento. Sem dúvida o acerto correto do gerenciamento do motor e uma eletrônica confiável traz essa segurança, mesmo quando a potência aplicada é “extrema”.  

Atualmente através dos recursos eletrônicos oferecidos pelas injeções FuelTech, percebemos uma mudança de cenário, onde o objetivo não só obter mais potência e sim controlar essa potência de maneira inteligente e eficaz, como diz a sabia frase, “Potência não é nada sem controle”.

Linha FT:

Linha Power FT:



Mas como a competição arrancada pode ter muitas variáveis que se alteram a cada puxada, é de extrema importância que o profissional que faz a programação chamado de “Tuner” tenha o conhecimento de todos recursos da eletrônica e saiba interpretar dados para correta mudança de variáveis, na busca do melhor resultado.



Como diz o expert no assunto e recordista mundial Cacá Daud: "Vá fundo em dados, mas tenha cuidado com mudanças bruscas no acerto." 

Mas que variáveis são essas? Influência da variação da temperatura ambiente e pressão atmosférica no acerto do motor, grip da pista em função do tratamento (borracha e cola) para determinar a potência a ser usada para maior tração, relação entre temperatura da pista e o aquecimento dos pneus, influência do escorregamento da embreagem no setup da eletrônica, influência comportamento da suspensão sobre o acerto do controle da potência, diferença do controle de tração usado para pneu radial e slick, etc... 



O primeiro passo para compreender esse mundo fantástico da arrancada, sem dúvida é buscar o conhecimento necessário para correta interpretação desses dados ou variáveis citados, por esse motivo foi criado o curso 100% online “Recursos eletrônicos FuelTech para arrancada” (Nível 2) e vem sendo aprimorado a alguns anos pela FT Education.

O objetivo deste curso é levar o aluno de encontro ao conhecimento necessário para compreender melhor o cenário da arrancada de modo geral. O público-alvo desse curso vai de um entusiasta ou apaixonado por arrancada a um profissional que já trabalha no meio e que busca aprimorar seus conhecimentos. Nele você terá acesso a mais de 150 vídeo aulas que são divididas em 10 tópicos principais.

Se você quer saber mais sobre esse assunto, pode fazer sem custo uma demonstração desse curso assistindo as video aulas selecionadas abaixo clicando aqui!  



Separamos dois vídeos gravados pelo Tiago Kfouri no canal da FuelTech que entrevista Anderson Liege e Marcel Ferreira, dois tuners referência no mercado nacional e internacional onde eles falam um pouco mais sobre como funciona esse trabalho, vamos dar uma olhada?